Muito Mais Que Uma Princesa

03 junho, 2010

(N/Thayná) Oii gente! Bom, como acabei de comentar, minha irmã se impolgou, e resolveu dar uma ajudinha pra mim aqui no blog. Ela, assim como eu, é bookaholic total! E apesar das briguinhas de irmãs (coisa normal), nós nos damos muito bem! Espero que gostem da resenha dela, e que comentem a respeito! Ela ainda está em fase de observação! HUAHSUAHUSAHUSHUAS Beijoo :*

Filha ilegítima de um príncipe e de uma famosa cortesã, Lucia viveu confinada em escolas e conventos durante a maior da vida. Mas, essas experiências não a impediram de provocar um escândalo depois do outro. Exasperado, o príncipe Cesare de Bolgheri decide que a filha deveria se casar o quanto antes. Para arranjar o casamento, Sir Ian Moore, o mais respeitado diplomata britânico, é chamado às pressas de uma missão na Anatólia. De volta à Inglaterra, ele promete a si mesmo que achará um marido para Lucia em poucas semanas, mas logo vê que sua experiência de diplomata talvez não seja suficiente para quebrar a resistência da moça. Apesar de não faltarem candidatos convenientes à nobreza e ansiosos por dividir o leito com uma jovem tão atraente, nenhum está à altura do espírito e da paixão de Lucia. Como convencer Lucia a casar-se por imposição do pai, e não por vontade própria? Será que algum acordo é possível quando é o amor que está em jogo? Sir Ian descobrirá que, muitas vezes, é mais difícil negociar com uma mulher que com chefes de Estado.
Trata-se Uma história que surpreende o leitor do início ao fim.


Então, acho que a sinopse já fala por si só, mas, mesmo assim vamos dar mais detalhes sobre o livro.

Lucia, a filha de uma cortesã, e não assumida filha de Cesare, primeiramente nunca esteve sob os cuidados de nenhum dos dois, sempre sendo mandada de um convento ao outro, e escolas para moças, ela foi crescendo vendo a mãe apenas algumas vezes, e sem ter contato com seu pai. Até que um possível escândalo muda os planos do príncipe de Bolgheri.
Meio que forçado a isso, Cesare assume a paternidade de Lucia, pensando que aquele escândalo seria o último. Leva-a para morar em seu castelo, e é quando a história realmente começa. Porque nada, nem ninguém, consegue segurá-la.
Então quando Cesare não vê mais o que sua filha pode aprontar, manda-a para outro lugar onde, provavelmente, poderia se manter controlada. Mas não funciona, novamente, e quando Cesare se dá conta, Lucia está de volta a Londres para morar com sua mãe, a cortesã Francesca.
Poderia ser uma maravilha para Lucia morar com a mãe, mas ante os olhos da sociedade Londrina era um horror.
Assim só resta uma opção a Cesare: casar sua filha com um bom homem, com dinheiro e católico, jogando assim para esse possível homem a responsabilidade por qualquer ato insano de sua filha.
Para isso, Ian Moore é chamado, um excelente diplomata que consegue lidar com as questões mais impossíveis – só assim para dar jeito em Lucia. Então essa é sua nova missão: arranjar um marido para Lucia, com dinheiro, que seja católico. E, para lhe complicar, Lucia parece ter uma opinião formada sobre seu futuro marido, na qual nenhum dos homens que lhe oferecem compromisso parece possuir: tem que ser um homem que ela ame, e que a ame de volta.
Convencido de que tentar arrumar batalhas é mais fácil, Ian Moore tem que arranjar um modo de casar Lucia até que o príncipe de Blogheri retorne, no entanto, isso parece cada vez mais difícil.

Ahm, eu, particularmente, adorei mesmo o livro! Primeiro porque eu adoro histórias de época, e essa vem com tudo que tem direito; e por ser um romance que até os últimos capítulos você não tem certeza de quem, ou como, ela vai escolher e aceitar. E também é bem rapidinho de ler!
Esse é aquele tipo de livro que faz você xingar em voz alta quando Lucia, ou Ian, não fazem o que deve ser feito para que tenha o final que você quer, ou quando eles parecem agir como idiotas.
Sem mencionar que eu adorei os personagens, Lucia é sempre consciente de sua beleza feminina, e do que pode conseguir com isso, mas claro, sempre deixando claro que só aceita alguém que possa amá-la também, o que mostra que ela nunca deixa suas convicções de lado. De fato, em algumas partes o modo dela de falar, e não se conter, me lembra um pouco a Elizabeth, de Orgulho e Preconceito. Assim como o Sir Ian Moore, em alguns pontos, é tão comedido quanto o Mr. Darcy. Sempre tentando fazer o certo...
Eu mal li o livro e já estou louca para ler de novo!
De todo jeito, eu me apaixonei pelo livro e, pra quem curte romance, é uma boa pedida!

Beijooo :*
Thays.

PS: Esse foi meu primeiro post aqui, mas espero que tenham muitos mais!

14 comentários:

  1. oláaa thais...
    eu já li esse livro... e tenho algumas ressalvas... :D

    Mas, tem gente que amaaa demais!

    ResponderExcluir
  2. Historia de epoca... eu escrevo uma assim! =)
    Adorei o seu post Thays, nice to meet you!
    Vc eh a irma mais nova ou mais velha?! =)

    ResponderExcluir
  3. Jura que ele é bom?! Porque assim, ele tá tão caro O.O

    ResponderExcluir
  4. Livia: A mais nova! HAUSHUASU Ela é 10 minutos mais nova que eu :D

    Carol: Olha, a minha irmã disse que é sim, e que ainda quer comprar (ela leu em e-book), então, não sei, é melhor esperar e ver o que ela responde! :)

    ResponderExcluir
  5. livia eu sou a gemêa o// huasuhahushuasuha

    carol
    eu gostei da história, mas assim, eu já tenho uma paixão por romances antigos, então... só que pra pagar o preço que tá eu não tenho coragem ainda.
    por isso acho uma boa ler o ebook, e depois acrescenta o livro a sua estante, nem que leia dez vezes depois ahauhsuhas

    lariane
    é como diz né? gosto cada um tem o seu auhuhashuasua
    eu gostei muito!

    ResponderExcluir
  6. Que MAXIMO! Gemeas!!! Eu adoro gemeos/gemeas! Eu todas as historias q eu crio SEMPRE tem gemeos!!! =)))

    ResponderExcluir
  7. Tá, desculpe acabar como o sonhos de infância de todos, mas ser gêmea não tem nada de TÃÃO empolgante não gente :S #sorry

    ResponderExcluir
  8. Que legal! Adorei a resenha Thays! Sabe que tenho este livro, veio em uma troca que fiz e ainda não li. Vou procurar ler quando tiver um tempinho, me empolguei com a resenha.

    bjs.

    ResponderExcluir
  9. ah Diana leia sim *-*
    eu tive procurando no skoob alguém pra trocar, porque eu quero esse livro, mas não acho. então aproveite que você tem e leia sim!

    beijo.

    ResponderExcluir
  10. não tava muito convencida pelo livro, mas a sua resenha me animou. ele agora será um dos proximos que pegarei na biblioteca. uma coisa que não gostei nele foi a resolução da capa, ficou meio feia :/

    ResponderExcluir
  11. Virginia de Oliveira6:42:00 PM

    Tinha uma ideia totalmente diferente desse livro! Nunca imaginei em compra-lo.
    Mas sua resenha realmente me fez repensar, eu fiquei muito animada! Acho que ele vai entrar na minha lista de livros para comprar.

    ResponderExcluir
  12. A capa é diferente e a historia tambem ! Sera que é mais dificil fazer uma mulher se casar de que negociar com chefes de estado !? so vou descobrir lendo ! otima resenha !

    ResponderExcluir
  13. Não é diferente se tratando como as outras histórias de princesas, acho que leria *-*
    Essa capa é linda! Adorei *-*

    ResponderExcluir
  14. esse livro é um luxo , bem romantica e ssa capa, adorei

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo