Fallen

19 abril, 2010

Agora, vou falar sobre “Fallen” que em breve será lançado pela @galerarecord, mas ainda não sei como vai ficar o título. Espero que todos vocês gostem, assim como eu gostei :D


Sinopse: “Luce, de 17 anos, é uma nova estudante de Sword & Cross (Espada e Cruz), um internato/reformatório em Savannah, Georgia. O namorado de Luce morreu em circusntancias suspeitas, e ela carrega a culpa de sua morte enquanto se move pelos corredores pouco amistosos de Sword & Cross, onde cada estudante parece ter uma história desagradável. Mas ao conhecer Daniel, um bonito estudante, Luce sente que há uma razão para estar lá - ainda que ela não saiba qual é. E o comportamento frio e distante de Daniel com ela? Realmente é um mecanismo de defesa ao que ele se acostumou uma vez... e outra. Porque Daniel é um anjo caído, condenado a se apaixonar pela mesma garota a cada 17 anos... e vê-la morrer. E Luce é uma garota imortal, condenada a reencarnar de novo e de novo em uma garota mortal que não tem nem idéia de que realmente é.”

Tá, vou falar pra vocês que o que mais me atraiu a ler esse livro foi a “condenação” do Daniel de se apaixonar pela mesma garota a cada 17 anos, e que essa mesma garota reencarnaria todas às vezes e não se lembraria de nada. Bom, e como eu já havia falado no post sobre “Hush Hush”, Fallen tem continuação. Não sei ao certo quantos livros serão, a única coisa que eu sei é que o próximo se chamará Torment. Depois eu coloco a sinopse (se eu achar) e a capa aqui.

Falando sobre Fallen: Luce era uma menina normal como qualquer outra da sua idade, até que uma noite, em um chalé onde ela e seu namorado estavam acontece algo. Ela apenas se lembra dos dois se beijando, e das sombras vindo, e depois, nada. Ela acorda no hospital e descobre que seu namorado está morto, e que a principal, e única suspeita do crime é ela. E assim, foi condenada a cumprir o resto de sua formação do ensino médio no reformatório Sword & Cross. Lá ela se torna amiga de Arriane, uma atrevida e engraçada. Conhece também o charmoso e imprevisível Cam, um ex-aluno que está de volta; a doce e ingênua Penn, que é a única garota que estuda ali sem estar cumprindo uma sentença; e Daniel (é claro), um garoto misterioso, que parece querer manter-se afastado dela, pois todas as outras “vidas”, um simples beijo, ou até mesmo um simples toque, havia atraído as sombras que a levariam para longe dele, e o ciclo começaria todo de novo.

Confesso que no início fiquei preocupada, afinal, tinha acabado de ler Hush Hush, e achei que as histórias dos dois livros iam ser parecidas demais. Mas eu me enganei. Diferentemente de Hush Hush, não é somente Daniel que é misterioso, mas a Luce em si também é. Até certo ponto do livro, ninguém sabe o porquê ela está lá. E além de tudo, ela tenta manter-se fora de encrenca e confusão, mas parece que isso a persegue, e ela acaba se envolvendo em muitas, como briga na hora do almoço, incêndio na biblioteca, e assim por diante... É um livro fantástico, com um toque de mistério e humor, além do romance proibido entre Luce e Daniel – uma garota imortal e um anjo caído.

Sinceramente, eu gostei bastante, e acho que muitos vão gostar também. E logo logo vai sei lançado pela @galerarecord, então não há mais motivos pra desculpas! E digo mais, não só esse ano, mas daqui pra frente também, anjos caídos estarão tão em alta como vampiros! (PS: Meu ponto de vista – que às vezes pode ser exagerado ou viajado demais -).

Um trechinho do prólogo pra vocês lerem, se tiverem vontade:

“O que está fazendo aqui?” Ele conseguia ouvir o rosnado em sua voz, e se arrependeu de sua aspereza, sabendo que ela nunca entenderia.
“Eu – não consegui dormir,“ ela gaguejou, se movendo na direção do fogo e da cadeira dele. “Eu vi a luz acesa no seu quarto e então“ – ela pausou, olhando para baixo para suas mãos – “seu malão está do lado de fora da porta? Você vai a algum lugar?”
“Eu ia te contar –“ Ele parou. Ele não devia mentir. Ele nunca tivera intenção de deixá-la saber de seus planos. Contar a ela só pioraria as coisas. Certo, ele tinha deixado as coisas irem longe demais, esperando que dessa vez fosse diferente.
Ela chegou mais perto, e seus olhos caíram para seu caderno de retratos. “Você estava me desenhando?” Seu tom assustado o lembrava do quanto a diferença de entendimento era grande entre eles. Mesmo depois de todo o tempo que eles tinham passado juntos nessas últimas semanas, ela não tinha ainda começado a vislumbrar a verdade que estava por trás da atração deles. Isso era bom – ou, pelo menos, era para o melhor. Pelos últimos dias, desde que ele escolhera ir embora, ele estivera lutando para se afastar dela. O esforço exigia tanto dele que, assim que ficava sozinho, ele tinha que ceder ao seu desejo reprimido de desenhá-la. Ele tinha enchido seu caderno com páginas do pescoço arqueado dela, de sua clavícula de mármore, de abismo negro de seu cabelo.
Agora, ele olhava de volta para seu desenho, não envergonhado por ser pego desenhando-a, mas pior. Um arrepio gelado espalhou-se por ele enquanto ele percebia que a descoberta dela – a exposição dos sentimentos dele – destruiriam-na. Ele deveria ter sido mais cuidadoso.Sempre começava assim.
“Leite quente com uma colherada de melado,” ele murmurou suas costas ainda para ela. Então ele acrescentou tristemente. “Ajuda a dormir.”
“Como você sabia? Ora, era exatamente isso que a minha mãe costumava–“
“Eu sei,” ele disse, virando-se para encará-la. O assombramento em sua voz não o surpreendeu, ainda assim, ele não conseguia explicar a ela como ele sabia, ou dizer a ela quantas vezes ele tinha administrado essa mesma bebida para ela no passado quando as sombras chegavam, como ele tinha segurado-a até que ela caísse no sono.
Ele sentiu seu toque como se estivesse queimando pela sua camisa, sua mão descansava gentilmente em seu ombro, fazendo-o arfar. Eles ainda não tinha se tocado nessa vida, e o primeiro contato sempre o deixava sem fôlego. “Reponda-me,” ela sussurrou. “Você está partindo?”
“Sim.”
“Então me leve com você,” ela deixou escapar. Bem à deixa, ele observou-a puxar sua respiração, desejando retirar sua súplica. Ele conseguia ver a progressão de suas emoções se assentarem no vinco entre seus olhos. Ela se sentiria impetuosa, então desnorteada, então envergonhada por sua própria audácia. Ela sempre fazia isso, e por vezes demais anteriormente ele cometera o erro de confortá-la nesse momento exato.
“Não,” ele sussurrou, se lembrando... sempre se lembrando... “Eu zarpo amanhã. Se você ao menos se importa comigo, não dirá outra palavra.”
“Se eu me importo com você,” ela repetiu, quase como se estivesse falando consigo mesma. “Eu – eu amo –“
“Não.”
“Eu tenho que dizer isso. Eu – eu te amo, estou bem certa, e se você for embora –“
“Se eu for embora, eu salvo sua vida.” Ele falava devagar, tentando alcançar uma parte dela que pudesse se lembrar. Isso ao menos estava lá, enterrado em algum lugar? “Algumas coisas são mais importantes que o amor. Você entenderá, mas tem que confiar em mim.”
Seus olhos perfuraram ele. Ela recuou e cruzou seus braços sobre seu peito. Isso era culpa dele, também – ele sempre despertava o lado desdenhoso dela quando falava com ela.
“Você quer dizer que há coisas mais importantes que isso?” ela desafiou, tomando as mãos dele e atraindo-as para seu coração.
Ah, ser ela e não saber o que iria acontecer! Ou pelo menos ser mais forte que ele e capaz de pará-la. Se ele não parasse ela, ela nunca aprenderia, e o passado simplesmente se repetiria, torturando-os de novo e de novo.


E agora um fanvideo, que eu particularmente achei bem legal :D


E então, está aí, espero que gostem, e que eu tenha despertado uma vontadezinha em vocês de lerem o livro, porque é bom mesmo! :D

Beijos :*
Thayná.

6 comentários:

  1. ADOREI o livro, mas não tenho... Afim de comprar na próxima vez que tiver dinheiro! :-)

    ResponderExcluir
  2. Ah, eu tambem fiquei meio preocupada com relação a este livro no começo... Tambem ja tinha lido Sussurro...
    Mas depois percebi que, assim como Beijada por um anjo, o livro falava de anjos sobre um outro prisma..rsrsrs
    Adorei a Luce, ela é super misteriosa tambem...
    Gostei bastante do livro e pretendo continuar a série...
    Fora que as capas são lindas, né?
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo1:52:00 AM

    Nome: Russara

    OBS.: DESCULPE ESTÁ LHE ESCREVENDO ANONIMAMENTE, MAS TENHO PROBLEMAS COM AS MINHAS CONTAS :(

    Comentário: Esse livro deve ser perfeito, me encantei com a Capa e o Marcador que eu vi *--* deu vontade até de chorar !

    ResponderExcluir
  4. Virginia de Oliveira7:08:00 PM

    Li muitos comentários negativos sobre esse livro mais li mesmo assim e gostei muito, a história é muito boa. A capa dele é maravilhosa, super recomendo.

    ResponderExcluir
  5. Eu ja li este livro e me apaixonei pela historia ! Muito bom , enprestei pra duas colegas que tambem amaram e agara são viciadas na serie ! Eu estou anciosa pra continuação ! Beijos !

    ResponderExcluir
  6. Aaamei demais o começo do livro mas acho que a autora se confundiu um pouco na hora de explicar as perguntas,que foram muitas,que foram lançadas desde o início do livro e mesmo se enrolando ela não respondeu todas.

    ResponderExcluir

Comentários e elogios são sempre bem-vindos. Críticas são construtivas, agora, insultos e xingamentos são falta de respeito.
Desde já, obrigada pra quem comenta.

© Coisas da Amanda Todos os direitos reservados.
Criado por: Amanda.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo